sábado, novembro 25, 2006

Hoje 25 de Novembro de 1975

Olá por cá tudo bem!
Apetece-me perguntar onde estavam no 25 de Novembro de 1975, ou melhor de que lado .....
Eu estava lá pela Calçada da Ajuda, mais própriamente no Regimento de Lançeiros 2, vulgo Policia Militar.
Para comemorar este longinco dia, que menhuma instituição comemora, vou trazer até vós uma notícia que veio no jornal "Público" de 12 de Abril de 2004.
Refere-se a um militar de carreira que conheci e com o qual convivi durante o tempo em que prestei serviço militar na Policia Militar.
Refiro-me ao Major Campos de Andrada, o qual não vejo desde Novembro de 1975, este militar de Abril não procedeu a nenhum acto indigmo no recontro que se deu entre as forças em presença no 25 de Novembro.
Eu estava lá! e posso testemunhar isso mesmo.
Tal como muitos militares da dita "esquerda" tinha as suas preferencias que por acaso não coincidiam com as minhas, talvez estivesse um pouco mais á esquerda ....
Pelo que não se percebe muito bem o porquê da perseguição que lhe foi movida até agora.
Deixo á reflecção de cada o que o jornal "Pública" dizia nas primeiras linhas .
"O major Campos de Andrada foi comandante dos 2800 homens da Polícia Militar, de 11 de Março a 25 de Novembro de 1975. Essa data viria a marcar a sua vida para sempre. Foi nesse dia que lhe foi retirado o comando. Foi detido e levado para a prisão de Custóias, onde esteve incomunicável durante 45 dias."
Para quem quiser aprofundar a notícia aqui vai o enderesso da notícia na totalidade.
Foi com enorme espanto que ao concluir a leitura da notícia fiquei a saber que a democracia que foi aplicada aos "senhores" dos tempos da "ditadura" como os "pides" ou mesmo alguns altos dignatários do "fascismo" não se aplicava aos homens que um dia sonharam com algo de diferente, como seja o não viverem no "país de Socrates".
Por essas e por outras razões, que nos surgem no dia a dia, considero que nos devemos manter atentos aos tempos de mudança.
Vou voltar mais tarde com novos comentários alusivos ao 25 de Novembro, para vos contar os bons e maus momentos por que passei durante o periodo conhecido pelo "PREC" , Processo Revolucionário em Curso. Foram dias vividos com imensa intensidade e enriquecedores para a minha formação como homem.
Digo-vos ainda que jamais esquecerei estes momentos enriquecedores, politica e social, que vivi.
Ao Major Campos de Andrada envio-lhe daqui o meu abraço de solidariedade.
Fiquem bem.

1 Comments:

At 11:09 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Uma data tão significativa na nossa história recente mas que hoje parece esquecida.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home