quarta-feira, março 14, 2012

Economista-chefe da ONU diz que FMI percebeu tarde que austeridade prejudica retoma económica

Quando se fala tanto de Troika, FMI, crise todos os analistas, nomeadamente os neoliberais, da nossa praça dão o seu aval, aval esse que tem levado os países devedores a crises de desemprego, maior dificuldade para a subsistência das populações, aumento da dívida, em suma a um maior empobrecimento das populações atingidas, e a um "engordar" dos usurários, leia-se banqueiros, que a troco de juros especulativos vão engordando as suas contas.
Mas eis que lá para os lados das américas um alto dirigente das Naçoes Unidas, mais propriamente o secretário-geral adjunto das Nações Unidas para o Desenvolvimento Económico, Jomo Kwame Sundaram, que diz taxativamente que:
Mas diz mais .....
Todos sabemos quem são os técnicos que andam pelos corredores do FMI, são tecnocratas que pretendem gerir os diferentes países sem terem um conhecimento cultural e etnico desses países, e como se tem visto, caso da Grécia, mas podíamos dar uma saltada aos países da América do Sul para nos apercebermos da forma catastrófica como esses Senhores geriram ai as situações de dívida de duvidosa proveniência, onde muitas vezes essa dívida é impostas pelos próprios.
Também, temos sérias desconfianças, que muitos dos tecnocratas têm ligações á banca mundial, ás agências de raiting, em suma ao mundo da banca ...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home