domingo, abril 15, 2007

De volta ao "País de Socrates" .....

Olá, faz algum tempo que não escrevia nada neste espaço.
Voltei hoje por me sentir um habitante de outro mundo!
No "País de Sócrates" acontece de tudo, fala-se em "choque fiscal", mas, só sobrou para os Funcionários Públicos e para os trabalhadores por conta de outrem!
Fala-se em "choque tecnológico" mas, onde, só menos de um terço da população tem acesso!
Fala-se em "simplex" mas o que existe é uma vida ainda mais complicada a cada dia que passa.
Agora é as "habilitações académicas" do "nosso Primeiro", onde vamos parar com tanta atitude de vivência num "país das bananas" onde os governantes funcionam como de o 25 de Abril de 1974 nunca tivesse acontecido, mas olhem que foi real este acontecimento. Já era altura de os nossos governantes adquirirem maior credibilidade e funcionarem em prol da população que a cada dia que passa está mais empobrecida.
Mas voltemos á polémica dos estudos do "nosso Primeiro".
Temos nos últimos dias lido e escutado muito sobre esses estudos, e de explicativo sobre tal foi dito.
Bem sabemos que para se ser alto dignitário da nação não é preciso ser-se doutor, mas falar verdade é preciso.
Vejamos o que dizem alguns jornais e revistas:
O Correio da Manhã fala na existência de dois certificados de habilitações, vejam só:
"Sócrates tem dois certificados
Existem dois certificados diferentes da licenciatura do primeiro-ministro, José Sócrates, na Universidade Independente, os quais apresentam um número diferente de cadeiras – noticiou ontem a TVI."

Este é um exemplo entre muitas notícias que nos chegam através da investigação jornalística.
A revista Visão , referindo-se á entrevista na RTP, tem como título o seguinte :
«Chegou o momento de me defender»
Entrevistado quarta-feira à noite, na RTP, o primeiro-ministro quis esclarecer as dúvidas sobre as suas habilitações. Recusando ter sido alvo de qualquer tratamento de favor na sua carreira académica, José Sócrates garante ter feito sete anos e meio de ensino superior. Ficou convencido com as explicações do primeiro-ministro? "

Para ler e recordar:

Mas como vem acontecendo com este nosso primeiro ficamos sempre sem qualquer esclarecimento que dissipe as dúvidas.
Num país onde um qualquer governante seja posto em causa no mínimo o que faz é pedir a demissão, aqui este canto plantado ao sabor das marés políticas nunca se passa nada em contrário.
Infelizmente para este governante "autista" vai sempre pairar a dúvida para sempre.
Este imbróglio leva até o Procurador Geral a dizer que possivelmente o assunto terá de chegar á investigação policial, vejam, leiam e meditem:
"Licenciatura de Sócrates
PGR admite mandar investigar
A Procuradoria-Geral da República (PGR) garantiu ontem que está disponível para investigar o percurso académico do primeiro-ministro. A resposta surgiu após o líder do PSD, Marques Mendes, ter defendido uma investigação ao processo, por considerar as explicações de José Sócrates “muito pouco esclarecedoras”. Uma posição que mereceu fortes críticas do Governo e do PS.
Esperemos que o assunto entre no campo da realidade e este "nosso Primeiro" tenha vergonha e abandone a vida política e se dedique á vida de Engenheiro , ou será que isso não é possível? Como irão os "cálculos de estabilidade" deste governo que desde que entrou em estado de governação tem alterado todo o seu percurso, dizendo desdizendo, provocando o riso ilariante com as gafes dos ministros.
Uma dúvida paira no ar neste momento, os ministros andam muito silenciosos ....
Será que os cálculos de estabilidade do "nosso Primeiro" estavam errados, talvez por falta de estudo ...
Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home