quarta-feira, setembro 12, 2007

As coisa que se ouvem no "País de Sócrates"

Quando dou uma volta pela imprensa nacional fico completamente atordoado com o que por lá vem escrito.

Ou falam dos azares da vida, ou os nossos governantes falam daquilo que não existe.

No passado o ministro Mário Lino considerou que alentejanos e algarvios eram populações nómadas de um hipotético deserto que se situaria a sul do rio Tejo, qual miragem imaginária de um político lunático dos muitos que por ai andam, e ele que em tempos defendeu a terra a quem a trabalha, o Alentejo ade ser nosso, dizia ele na altura.

Hoje quando abro as notícias na Net, deparo-me com um senhor não menos distraído do mundo onde anda, e diz ele que a crise que todos sentimos é uma má miragem, e que a miragem dele é a de que está tudo bem, desde o governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, á OCDE e FMI, desvalorizando assim a análise feita por personalidades bem distintas.

A notícia completa no Correio da Manhã


"Ministro diz que não há crise no País
O ministro da Economia, Manuel Pinho, desvalorizou ontem as sucessivas revisões em baixa das previsões de crescimento económico da Zona Euro – ontem por Bruxelas, na semana passada pela OCDE e FMI – afirmando que a economia portuguesa “está no bom caminho para uma retoma sólida”, não havendo “qualquer indicação de crise”."

Para falar verdade eu sinto e vejo á minha volta o mesmo.

E diz ainda mais

"“Pelo segundo trimestre, o crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] português foi superior ao da Zona Euro”, "

Mas, as entidades acima mencionadas dizem o contrário. Onde está esse crescimento, não o encontro no meu e na da restante população, a não ser no de alguns Senhores (boys), quando recebemos a folha de ordenado ou vamos ás compras, está tudo cada vez mais caro..

Que podemos fazer num país governado por lunáticos, é o "país de Sócrates".

Governantes esses que nos estão a atrasar cada vez mais em relação á UE, onde os ordenados estão cada vez mais ao nível dos países subdesenvolvidos, onde a classe média anda na penúria, basta ver os dados estatísticos, isto é o país real onde como estes senhores dizem existir coisas que só eles vêm, só eles acreditam.


Ele está mesmo com má cara, nem, acredita no que diz.
Um país governado por um "sargentão", com tiques de ditador, que se vem definido como tal desde as celebres guerras da "co-inceneração", Souzelas, Setubal, e outras, quem não se lembra dele.

Até eu que sou "ateu" gostaria de falar com o Dalai Lama, considero que seria uma conversa interessante com o ministro espiritual de Buda, com a qual se poderia ter uma conversa criativa e enriquecedora.

O Dalai Lama está em Portugal, mas o governo de "Sócrates" diz que não é personagem com quem se deve ter uma reunião oficial, se calhar á para evitar que os chineses como retaliação dupliquem as exportações para o "país de Sócrates", há que evitar mais uma calamidade.

O Dalai Lama é este senhor, a figura espiritual do budismo.

Só a Assembleia vai recebe-lo oficialmente.

Tal como vem no Público

"Oposição critica Governo por não receber o Dalai Lama"
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1304752&idCanal=21

Fiquem bem no "país de Sócrates".

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home