segunda-feira, outubro 29, 2007

Este "país de Sócrates" ... vai mal

Em Portugal continua a tortura de um povo que com o 25 de Abril de 1974 esperava poder viver finalmente em LIBERDADE, mas com o passar dos anos a bipolarização da gestão do País foi acentuando-se sem que conseguíssemos ver bem onde parava a direita social democrática do PSD e a esquerda socialista, humanista, libertária, do PS de .... que se fundem numa só zona CINZENTA, e tudo isso piorou com a chegada ao poder de uma figura, cinzenta, autoritária e desumanizada, que por acaso começou a dar os primeiros passos na JSD da Covilhã.
Essa liberdade esfumou-se com a entrada na UE quando as negociações nos levaram para um servilismo dos DÉFICES, queremos o desenvolvimento do País com o CHOQUE TECNOLÓGICO, a FLEXISEGURANÇA, etc, coisas importadas de países onde a democracia existe á muito e onde os pretensos senhores com tiques de DITADORES não têm lugar.
Mas, passemos ás notícias que hoje me chamaram a atenção.
Coisa que imaginávamos acontecerem, acontecem ... neste "país de Sócrates", possivelmente para o ele ter chegado ao poder ...

"PS recebeu dinheiro de empreiteiros"

Durante dois anos, a Polícia Judiciária de Coimbra investigou à lupa os negócios de Luís Vilar, dirigente e autarca socialista naquela cidade. E descobriu que o vereador, sem pelouro e sem ordenado na Câmara, conseguiu nos últimos anos amealhar uma fortuna invejável. No processo, que o CM consultou, é evidenciado que Vilar era o homem do “dinheiro” em Coimbra, o principal “financiador” do PS, ao ponto de Vítor Baptista, candidato à presidência, precisar que aquele fosse avalista da sua campanha. Foi feita uma livrança de 100 mil euros para que a mesma se concretizasse, tendo ainda Vilar emprestado 20 mil euros ao candidato a presidente. Os negócios foram investigados e embora o MP acabasse por propor o arquivamento de muitos destes casos, uma verdade tornou-se evidente. As cumplicidades no poder local geram compadrios difíceis de entender.

Correio da Manhã
Mais uma encomendazinha do PATRÃO dos funcionários públicos para poder assim poder justificar a forma como são tratados com inovações como a nova legislação da carreiras ou a nova forma de os ditos funcionários.
Quem garante que as tarefas dos funcionários públicos desempenhadas com a mesma liberdade de acção que se fazem no privado, estão a esquecer-se da burocracia ? existente nas diferentes entidades publicas.
"Estado funciona pior que o sector privado"
"Três em cada quatro pessoas inquiridas entendem que a administração pública funciona "pior" ou "muito pior" do que o sector privado. Este é um dos resultados de um inquérito encomendado pelo Instituto Nacional de Administração (INA) à Universidade Católica, coordenado por Roberto Carneiro e que é hoje apresentado no V Congresso Nacional da Administração Pública (AP). "

Diário de Notícias

O assunto que se segue, é como não podia deixar de ser de uma gravidade preocupante, estamos num país que desde que as fronteiras se abriram tem debitado para o desemprego milhares de trabalhadores qualificados que na sua maioria são trabalhadores sem grande qualificação profissional e de habilitações literárias, com outro dado agravante o de saírem para o desemprego com uma idade em que poucos ou nenhuns empregadores pegam dada a sua idade.
Novos para a reforma, velhos para conseguirem encontrar emprego estável e devidamente remunerado, ou mesmo nenhum emprego.

"Subsídio de desemprego recusado a 20 mil pessoas"

"As novas regras do subsídio de desemprego, mais apertadas e inflexíveis com os beneficiários, entraram em vigor este ano e fizeram disparar em 440% o número de recusas para obter a prestação social nos primeiros nove meses de 2007, apurou o «Diário Económico».

Segundo dados do Instituto de Informática da Segurança Social (IISS), entre Janeiro e Setembro, a Segurança Social indeferiu 22.764 pedidos de subsídio de desemprego, quando no mesmo período do ano passado tinha recusado apenas 4.218.

No entanto, o número de pedidos do subsídio social de desemprego que foram aceites nos primeiros nove meses de 2007 quase duplicou nos dois períodos, passando de cerca de 16 mil para 30 mil. "

AGÊNCIAFINANCEIRA

Por último no campo internacional ficamos a saber que mais uma MULHER alcançou a presidência num país da América Latina, a Argentina.

Zona do GLOBO onde ao contrário da Europa se caminha para a dignificação das classes sociais mais desfavorecidas, tentando diminuir as desigualdades entre RICOS e POBRES.

"Cristina Kirchner conserva casi 22 puntos de diferencia sobre Carrió"

"Con el 95,41 por ciento de las mesas escrutadas, la candidata oficialista gana por el 44,7% de los votos. Detrás la sigue Elisa Carrió, con el 23%, y luego, lejos, quedó Roberto Lavagna, con 16,9%."
Clarin

Fiquem bem.

1 Comments:

At 11:01 da tarde, Blogger zé (do beco) said...

Este país de Sócrates vai mal para uns mas vai muito bem para outros. Agora até já se diz (num desses estudos de trampa, encomendados pelo governo) que o Estado não tem vocação para o ensino. Se o Estado só tem vocação para nos roubar, então que se lixe o Estado e viva a anarquia completa.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home