quinta-feira, novembro 24, 2011

BPN e os amigos do Sr. Silva ....

Parece que não deixam de aparecer "amigos" do Sr. Silva envolvidos no "escândalo" do BPN, agora surgem notícias de que Miguel Relvas também esteve em colaboração com este banco.


Já todos sabemos que tal "personagem", um dos muitos pachequinhos do "nosso Pacheco", Passos Coelho, tinha grande poder ao nível dos novos políticos ascendentes no governo, só não sabíamos que a influencia era a nível internacional, tal como conta a revista Visão na sua edição de 4 de Setembro:

Exclusivo VISÃO
Miguel Relvas, o Bem-Amado
Miguel Relvas não é só o poderoso número dois do Governo. Também no Brasil tem amigos de peso e portas abertas. Lá, o ministro-adjunto garantiu sólidas amizades, influência e bons negócios.
Miguel Carvalho
12:04 Domingo, 4 de Set de 2011

José Carlos Carvalho
Miguel Relvas não é só o poderoso número dois do Governo. Também no Brasil tem amigos de peso e portas abertas. Dos homens do "mensalão" às agências de marketing, da direita conservadora a decisores políticos e empresariais, dos media ao jet-set, a sua agenda regista várias figuras de relevo na sociedade brasileira, por boas e más razões. Lá, o ministro-adjunto garantiu sólidas amizades, influência e bons negócios. E foi lá também que o PSD começou a ganhar as eleições...
Miguel Relvas é cidadão honorário do Rio desde 2008. Mais difícil é precisar o momento em que ministro-adjunto se tomou de amores pelo Brasil. Até há uns anos, ele situava as melhores férias da sua vida na Baía. Aí, em 2000, fez turismo cultural com a família e descansou num resort da Ilha de Comandatuba lendo teses e ensaios sobre Eça de Queirós. Relvas gosta de seguir a máxima que diz que nunca se é feliz duas vezes no mesmo lugar. À ilha, não voltou, mas o Brasil é um eterno retorno na sua vida.
(...)

Fiquem bem

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home