quinta-feira, fevereiro 14, 2013

Joseph Stiglitz prémio Nobel de Economia

Boa noite.

Hoje trago-vos um artigo, escrito em 2000 para a revista The New Republic, do prémio Nobel de Economia, Joseph Stiglitz, sobre a sua vivência no Banco Mundial e no FMI, 1997 a 2000, onde exerceu as funções de economista principal e vice-presidente do Banco Mundial.

Foi através desta experiencial e as contrariedades encontradas na funcionalidade do FMI que decidiu sair.

Vou deixar vos à reflexão as considerações que este economista faz da organização mundial mais temida pela sua falta de visão no tratamento das dívidas dos países que deveria ajudar e, que a única solução que encontra é destruir-lhes a sua estrutura social.




Bom isto é só um aperitivo para a leitura do artigo todo que se encontra disponível ao clicarem sobre o texto em realce.
Como podem ver depois da leitura tudo condiz com o que conhecemos da forma de actuar do FMI e, da composição dos seus elementos, vulgares economistas de 3.ª linha.
Boas leituras.
Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home