sexta-feira, fevereiro 01, 2013

E o Povo, Relvas!

Hoje vai ser curta mas, com bastante conteúdo para descobrirem, o que tanto irritou o Dr. Relvas e que levou á "despromoção" do Secretário de Estado da Administração Interna, Paulo Júlio.

Lembram-se por acaso de um Juiz-desembargador, Orlando Nascimento, que foi diretor da IGAL, para quem não souber aqui vai a decifração das siglas  Inspeção Geral das Autarquias Locais, uma instituição que tinha, e digo tinha porque foi neutralizada, adivinhem por quem, por incumbência inspecionar as diferentes autarquias locais.

Pois este juiz-desembargador começou por inspecionar muita coisa nas diferentes autarquias incluindo a do tal Secretário de Estado da Administração Interna, Paulo Júlio, que, calculem só, angariou um emprego para um familiar próximo. Nada fora do normal, qualquer desempregado ficaria contente com tamanha oferta, mas parece que este lugar foi de conseguido de forma manos clara.

O tal juiz-desembargador que tanto irritou a classe politica no poder, nomeadamente o Dr. Relvas, antecipou-se e como a sua comissão estava no fim e, também calculava qual o fim que o seu lugar ia ter antecipou-se e decidiu despedir-se dos colaboradores através de uma carta, que viria a ter um semi-sumiço,  porque alguém decidiu trazê-la á luz do dia para que todos saibamos como estas coisas se tratam.

Depois de lermos atentamente, e se juntarmos os nossos outros conhecimentos, nomeadamente sobre as fusões de autarquias, compreendemos que a saída de Paulo Júlio foi uma perca importante para que o Dr. Relvas consiga levar a bom porto as ditas fusões, por vezes os tiros saem pela culatra da arma.

Há ainda a velha máxima " com ferror matas, com ferros morres".

Boa leitura
Fiquem bem

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home