quarta-feira, janeiro 23, 2013

Porreiro pá! Regressamos ao mercado ....

Hoje o país acordou e foi ao mercado, ficamos a saber foram transacionadas cerca de 10 mil milhões de dívida. Bom lá fomos ao mercado.



Há muitos Pachecos aderentes a este tipo de negócio.



Para quem pense que já amanhã vai voltar a ter o que lhe foi roubado nos subsídios, nas reformas, nos impostos, etc, está muito enganado, o que se está a passar não passa de mais uma aldrabice, uma acção de marketing.




que só vai servir os bancos.


E assim vamos contado e rindo ao som da mesma música que o "barítono" Passos Coelho nos canta e, só acredita quem quer, e como com papas e bolos se enganam os tolos.

Mas outra notícia sonante saltou para as páginas e telejornais deste país de "mercados" saloios.
Tószé (in)Seguro começa a ser contestado na "rua, diga-se Largo do Rato.

O antigo ministro socialista Pedro Silva Pereira entende que “o Partido Socialista precisa de fazer mais para se apresentar como uma alternativa credível” ao actual executivo de Pedro Passos Coelho. Silva Pereira, que falava numa entrevista à Rádio Renascença, defendeu que “a missão de qualquer partido, sobretudo do maior partido da oposição, é estar preparado e oferecer uma alternativa”. E acrescentou: “Creio que o secretário-geral do PS está consciente dessa necessidade de fazer mais. Quando [António José Seguro] diz que vai agora acelerar os calendários e o trabalho dentro do PS para apresentação de propostas adicionais está a sinalizar que pretende fazer trabalho em cima do trabalho feito para que essa alternativa do PS possa parecer aos olhos dos portugueses como mais consciente e mais credível”.

Por último trago-vos uma notícia de última hora.



Ficamos a saber quais as personagens que compõesm o "cartel" que nos tem estado a assessorar.
Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home