quarta-feira, janeiro 20, 2016

Eu quero a minha subvenção vitalicia, onde anda ela?

Eu quero o que Passos/Portas me roubaram.
A bomba rebenta qual ataque "Jihadista" feita rebentar pelos juízes do Tribunal Constitucional, o mesmo que considerou inconstitucionais alguns cortes do Governo de Passos/Portas, mas considerou outros cortes que empobreceram o Povo português, podemos pensar que os juízes tiveram dois pesos e duas medidas, nada disso.
Mas, é incompreensível para quem como os Funcionários Públicos vira reduzidos o seu poder de compra sem que para isso os juízes do Tribunal Constitucional tivessem uma palavra de inconstitucionalidade, podemos enumerar as baixas nesse poder de compra, poucos sabem que os dias de férias suplementares que os mesmos se devia a um acordo com os Governo de Sócrates para compensar a falta de aumentos salariais, a eles juntavam-se os dias referentes à antiguidade na Função Pública.
Eu quero o que Passos/Portas me roubaram.
Pois! Mas os juízes do Tribunal Constitucional, nada fazem para que isso suceda.
Voltemos à vaca fria, que é a de terem considerado que deveria ser revertida subvenção vitalícia dos políticos que foi requerida por 30 políticos que até ao momento estiverem na "clandestinidade".
Devemos todos perguntar porque estiveram todo este tempo escondidos?
Eu quero o que Passos/Portas me roubaram.
Ao que consta nem precisam de apresentar os seus rendimentos para continuarem a receber a subvenção vitalícia.
Eu quero o que Passos/Portas me roubaram.
Por fim os juízes do Tribunal Constitucional, saem de fininho, e empurram para a Assembleia da Republica, onde ainda andam alguns dos 30 políticos que andaram na clandestinidade todo este tempo, a decisão de acabarem com esta afronta a quem vive com reformas de miséria vitalícias.
Eu quero o que Passos/Portas me roubaram.
Por último vai para os deputados privilegiados uma "pipa de massa".
Eu, continuo, a querer o que Passos/Portas me roubaram.
Vou ficara espera, mas sentado, pois vai demorar muito, mas com luta lá chegaremos.
Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home