quarta-feira, novembro 25, 2015

Eu estava lá ...

Hoje a direita de meninos ressabiados pretendeu comemorar um dia que os estudiosos consideram mal explicado, então houve ou não golpe no dia 25 de Novembro de 1975?, e de que lado foi ele?, uns dizem que foi a esquerda outros a direita, conforme as conveniências.
Passos Coelho e Paulo Portas, em conjunto com o resto dos ressabiados, comemoraram hoje no Parlamento algo que eles não viveram e nunca compreenderam, o 25 de Novembro.
Eu estava lá!
Estava no centro do vulcão, e não me apercebi de nenhum golpe perpetuado pela esquerda militar e civil, o que vi foram provocações da direita durante todo o Verão Quente, com as investidas dos fascistas do MDLP e do ELP, com a conivência de um general golpista António de Spinola a quem foi dado o previlégio de ser o 1º Presidente da Republica do pós 25 de Abril de 1974.
Eu estava lá!
O que se pretendeu com o golpe da direita, com a conivência dos militares moderados do grupo dos nove, foi parar o caminho para um socialismo humanizado em que o povo português passados cinquenta anos de ditadura fascista tivessem a oportunidade de uma vida melhor.
A ingerência dos EUA, por intermédio do embaixador Frank Carlucci, amigo condicionado de Mário Soares, apoiou o Partido Socialista contra o movimento revolucionário que empolgado pelo 28 de Setembro e pelo 11 de Março de 1975 embalou para o PREC.
Eu estava lá!
E que vi eu, de prevenção no Regimento de Lanceiros de Lisboa, Policia Militar, o que vimos foi um ataque cobarde feito pelos Comandos da Amadora, onde acabaram por morrer dois graduados dos Comandos e um graduado da Policia Militar, e quem ganhou com este pretenso golpe da esquerda, a direita e o Partido Socialista do homem que mais tarde por interesses pessoais meteu o socialismo na gaveta, Mário Soares, um politico em que a ambição ultrapassa o trabalho politico em prol dos Povo.
Eu estava lá!
Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home