domingo, janeiro 22, 2017

Os ressabiados de volta para as eleições autárquicas ...

Abrimos os jornais, quer em papel quer online, e logo nos aparecem os políticos ressabiados, já não se resumem os dos partidos da direita, até nos aparecem uns políticos filósofos com ideias neoliberais mas inscritos num partido de esquerda, e esta hei!
Mas não agora as criticas ressabiadas vêm da candidata do CDS, aquela boneca de cristas, que no propósito de denegrir as obras lisboetas da Câmara Municipal de Lisboa, vem dizer que aquilo é eleitoralismo, e se for? será que eles quando estiveram no poder não fizeram o mesmo quando colocaram com as suas medidas portugueses contra portugueses, isto é, dividir para reinar e tentarem passar pelos intervalos da crise.
Até uma das figuras mediáticas em tempos ligada ao CDS vota pelo actual presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Bagão Felix vota CML.
Pois, pelo que vi na Televisão gostei.
Mas não é só em Lisboa que as criticas surgem vindas dos ressabiados que para tentar ganhar votos criticam tudo e todos, até o que é bem feito.
Há políticos sem um pingo de vergonha, quando foram preteridos, e ainda bem que o foram, decidiram candidatar-se como independentes, mesmo que o fosse contra o próprio partido de onde acabaram expulsos, um desses nomes é o de Marco Almeida, antigo braço direito do anterior presidente de câmara Fernando Seara, que durante três décadas governou Sintra, em seis décadas os governos do PS (Edite Estrela) e do PSD , levaram a Câmara Municipal de Sintra quase á banca rota com a profusão de empresas municipais, como a HPEM e a contratos ruinosos como o celebrado com a SUMA, uma empresa de recolha de lixo, e a Trátolixo a empresa municipal de tratamento de lixo, que se encontrava desde 2002 em défice financeiro, e que serve os conselhos de Sintra, Cascais, Oeiras, Mafra, e cujo processo de reestruturação terminou em 2015.
É com estes actos de alguns políticos procurarem chegar ao poder sem qualquer ética politica que levam o cidadão comum a divorciar-se da politica e a não ir colocar o seu voto em cada eleição que se realiza, e assim o absentismo nas eleições aumenta.
Se analisarem as companhias que Marco Almeida conseguiu, ficamos a saber que vamos ser invadidos por para-quedistas caso  vença, António Capucho, Carmona Rodrigues, Ribeiro e Castro, Miguel Pinto Luz e António Lamasnenhum deles é de Sintra, porreiro pà!
Sinto-me feliz tudo gente de Sintra, só a sorrir com um sorriso amarelo ...
E, assim, vai a politica neste país á beira mar plantado, e como as eleições costumam ser na época de veraneio lá vai o pessoal para a praia.
Bom Domingo.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home