sexta-feira, setembro 26, 2008

A ASAE e a "melamina" vinda da China .... no "país de Sócrates"

A ASAE tem estado distraída com as "bolas de berlim com creme" que em fim de estação são saldadas pelas nossas praias, por tal não se apercebeu da entrada de produtos lácteos, alguns proibidos desde 2002, muitos desses produtos que são vendidos nos "bazares da china" não estão identificados na nossa língua, tal como é imposto pela lei nacional e comunitária.
As notícias sucedem-se e, o trabalho que deveria ser executado pela ASAE do sr.António Nunes, o tal do charuto fumado em recinto para não fumadores, tem sido feito pelos jornalistas, que ao contrário do que o sr. Ministro da Economia, diz em dado momento não terem sido encontrados produtos lácteos de origem chinesa, como este ministro continua mal informado, lá têm alguns militantes do PS razão para dizer que ele é um dos ministros com falta de jeito para a profissão.
Não há indícios sobre produtos lácteos chineses à venda em Portugal, garante Governo (23.09.2008 - 17h18 Andrea Cunha Freitas, Público, Com Lusa)
"O Ministério da Economia, que tutela a ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica), reafirmou ao PÚBLICO que “não há qualquer indício ou suspeita sobre a presença de produtos lácteos em lojas ou armazéns chineses” existentes em Portugal. Ontem, e apesar do embargo em vigor desde 2002, a Comissão Europeia pediu garantias à China sobre os produtos alimentares que chegam à Europa."
O tal sr. ministro diz mais “As operações de fiscalização que foram desencadeadas pela ASAE no passado não encontraram este tipo de produtos à venda e, lembro, a importação destes produtos da China está proibida desde o embargo de 2002”, mas continua a enganar-se ou a ser enganado.
QUEM ANDA A ENGANAR ESTE MINISTRO? os chineses ou o António Nunes, vá lá saber-se ....
Os dias sucederam-se, possivelmente as importações e as vendas sucederam-se, e os jornalistas continuaram a investigar o assunto, ou melhor andaram ás compras pelos "bazares do chinês", e que encontraram.
Como diriam os miúdos "bué da coisas", ou melhor imensos artigos contendo produtos lácteos, como leite em pó, rebuçados com leite, bolachas com leite, etc, e têm ou não têm "melamina", pois se calhar têm!, o sr. António Nunes um dia destes dirá pois passados tempo de mais decidiu ir para os "bazares do chinês" já que os restaurantes familiares ao que parece já existem poucos.
Vejamos o que dizem os jornalistas sobre isto.
Contaminação com melamina coloca sob suspeita cada vez mais produtos (26.09.2008 - 17h50 Andrea Cunha Freitas, Público, Com Agências)
"Primeiro era o leite em pó. Agora, a lista de produtos suspeitos já incluiu leite UHT, iogurtes, gelados, bolos, chocolates e rebuçados, entre outros. A lista de países que baniram ou estão a testar todos os produtos que tenham leite em pó na sua composição também está a crescer."
Mercados de todo o mundo fecham-se a produtos lácteos chineses (23.09.2008 - 12h52 PÚBLICO, Com Agências)
"África, Ásia, Europa e América do Norte. O mundo está atento aos produtos lácteos “made in China” e há vários países a exigirem garantias sobre os produtos importados e a fazerem testes. Medidas de precaução que surgem quando há já mais de 54 mil crianças chinesas afectadas pela contaminação."
E que se passa por cá?
ASAE promete retirar do mercado importações ilegais (Expresso, 9:30 Sexta-feira, 26 de Set de 2008)
""Não posso garantir que não haja pessoas que façam importações ilegais e paralelas, por isso é que nós existimos, para retirar imediatamente esses produtos dos locais", garante o inspector-geral António Nunes. ""
"O inspector-geral da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica admitiu hoje ser incapaz de garantir que não há importação ilegal e paralela de pequenas quantidades de produtos lácteos da China, mas reafirma que a vigilância foi reforçada.
Na quinta-feira, a agência Lusa encontrou numa loja de produtos chineses no Porto a vender produtos que contêm leite em pó, depois de a Comissão Europeia ter anunciado que vai impor um embargo total aos produtos para crianças provenientes da China que sejam considerados de risco, na sequência do escândalo do leite contaminado chinês, divulgado a 13 de Setembro.
"Isso é perfeitamente possível. O que a ASAE diz e volta a reafirmar é que não tinha indícios de que houvesse importação de leite e derivados para Portugal, medida proibida desde 2002. O que não quer dizer que não possam existir em pequenas quantidades por canais informais", afirma António Nunes.
"Não posso garantir que não haja pessoas que façam importações ilegais e paralelas, por isso é que nós existimos, para retirar imediatamente esses produtos dos locais", continua."

ASAE admite incapacidade de controlar importação de leite chinês (RCP)
"A ASAE admite que não é capaz de garantir que não há importação paralela e ilegal de produtos à base de leite chinês. Ouvido pelo Rádio Clube, o inspector-geral, António Nunes, diz que a vigilância foi reforçada e que os casos de produtos ilegais descobertos no Porto são casos isolados."
Ouçamos :
António Nunes
(RCP)
E assim vamos caminhando e rindo com as altitudes prepotentes e altaneiras destes senhores que se perfilam a mesma atitude autoritária de um primeiro-ministro que não olha a meios para nos levar á miséria.
E não podemos esquecer que foi este ministro que aconselhou os chineses a virem para cá devido aos nossos baixos salários.
Vou como final desta minha escrita deixar uma pergunta no ar.
Então há ou não concertação de preços entre as gasolineiras quanto ao preço da gasolina, concorrência é que não há.
Quem souber que responda.
Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home