terça-feira, fevereiro 19, 2013

Embuste do PSD/CDS na fusão de empresas municipais em Sintra

O PSD/CDS vai levar á aprovação, na reunião de câmara no dia 20 do corrente mês, a criação de uma MEGA empresa municipal em duas fases, da primeira com a fusão das empresas municipais EDUCA+HPEM+SINTRA QUORUM para numa segunda fase absorver, isso mesmo absorver, uma empresa criada em 1946 viável, lucrativa, com certificação em vigor, e que ao longos destes anos tem servido as populações do concelho de Sintra com esmero, que ao contrário de muitas outras empresas até á data privatizadas, que se encontram na falência, tem provado a sua viabilidade.

Foi pedido á consultora ERNST & YOUNG um um estudo de viabilidade económica e financeira e racionalidade económica, que deve ter custado uma "pipa de massa", para no fim chegarmos a este aborto que é descapitalizar os SMAS com a fusão na MEGA empresa municipal para no futuro tendo baixado o valor residual da empresa esta ser privatizada, este estudo incompleto e mentiroso, mais faz lembrar o estudo do Governo português á "troyka" para a "reestruturação do estado", enfim são estes os políticos que temos, não se importando de lançar no desemprego mais de um milhar de trabalhadores, num país já com uma taxa de desemprego de 20%.

Tudo feito á pressa  embora a consultora tenha demorado cerca de 8 meses a compor este embuste, em profundo segredo e sem ser colocado á discussão pública e sem mesmo os trabalhadores terem sido consultados, como se a democracia tivesse sido interrompida.

Vou disponibilizar-vos alguns documentos que poderão consultar.

proposta subscrita pelo Presidente da Câmara
CMSintra_EstudoViabilidade
CMSintra_EstudoViabilidade (Power Point)
ProjectoFusãoSintraVF18Fev13
PropostaEstatutosSintraPMSGRUVF18Fev13.pdf
Lei n.º 50/2012 - Aprova o regime jurídico da atividade empresarial local e das participações locais

E é assim sem uma qualquer restea de consideração pelos muitos trabalhadores destas empresas que ao longo dos anos têm dado o seu melhor em favor de uma boa prestação de serviço público á população do conselho que estes senhores, que se consideram democratas, mas que actuam como se se vivesse em ditadura, se preparam para aprovar uma MEHA empresa que não passa de um MEGA ABORTO.

Pode perguntar-se que consequências tem isto para o erário público e para a população, pois, deixamos de ser uma empresa de serviço público, para passarmos a comportar-nos como se de uma empresa privada se tratasse, aumentam os custos a pagar ao fisco, com o inerente aumento do preço da água, e restantes serviços a pagar pela população.

Existe uma proposta da CDU, a que os trabalhadores destas empresas em causa, que significa a criação de uma empresa municipal constituída somente pelas empresas municipais EDUCA+HPEM+SINTRA QUORUM, que estaria ao abrigo da legislação referenciada na lei 50/2012 que aprova o regime jurídico da actividade empresarial local e das participações locais, continuando estas empresas a serem viáveis, e deixando os SMAS de fora seguindo o seu caminho como até agora.

Amanhã será mais um dia de luta, e outros se seguirão.
Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home