quinta-feira, março 28, 2013

Reality show de "Sócrates na TV" ...

Boa noite!
Finalmente José Sócrates surgiu no seu reality show,"Sócrates na TV", não sem ter gerado muita polémica antes e durante o programa, até teve direito a manifestações de pró e contra ...

Qual "D. Sebastião" saído a qualquer hora de um nevoeiro ainda muito serrado que nem com o fim do debate deixou ver qual o sentido prático deste regresso á politica directa, já que de comentador duvido muito que tenha um fim.

Atacou tudo e todos á direita do PS, com tiros certeiros no Sr. Silva, liberal assumido, e nos neoliberais que nos governam, Passos Coelho e Gaspar, assim como nos seus apoiantes, á esquerda para espanto meu nem um trocadilho.

Numa análise mais profunda, e ouvindo os muitos comentadores da nossa praça, grande número deles do centro, centro direita e direita profunda, podemos descortinar que o espanto e a preocupação é mais que muita, mas o que muitos, e eu também, perceberam é que o "nosso estudante" de filosofia politica se prepara para investir na substituição do Sr. Silva, e ele sabe que precisa da esquerda, mesmo a mais profunda (PCP/BE), duvido é que esta mesma esteja para lhe dar a eleição de mão beijada, ...


Muitos dos que ontem estiveram pregados ao reality show,"Sócrates na TV", ainda marujam na esperança de que o Portugal de Sócrates fosse diferente do de Passos Coelho, mas isso é algo que irá ficar para a ficção, tal como o nevoeiro que trará um sebastianismo que nos tempos que correm pode ser perigoso, tais aparecimentos, não podemos esquecer que foi com "sebastianismos" que o Fascismo surgiu pela mão de gente perigosa como Hitler, Mussolini, Franco ou Salazar, e os muitos acólitos que os rodearam. 


O filósofo holandês Rob Riemen, recordando Albert Camus e Thomas Mann, escreveu recentemente: “O bacilo fascista estará sempre presente no corpo da democracia de massas. Negar este facto ou dar outro nome ao bacilo não nos tornará resistentes a ele. Pelo contrário. Se queremos combatê-lo eficazmente, teremos de começar por admitir que está novamente prestes a contaminar a nossa sociedade, teremos de o chamar pelo seu nome: ‘fascismo’” (“O Eterno Retorno do Fascismo”, Bizâncio).



O que o "comentador" José Sócrates disse não se torna relevante já que manteve o mesmo tipo de "fera" politica que sempre o caracterizou, mesmo aquela forma irracional de demonstrar uma irritabilidade sobre a forma como era contrariado nas suas afirmações, ficamos a saber que afinal há mais alguém que pensa que " tem sempre razão nunca se engana" e os tabus deixaram de ser propriedade do Sr. Silva, Sócrates criou o maior tabu no momento politico.


Mas tenho a certeza absoluta que as audiências do reality show,"Sócrates na TV", foi de grande abrangência  é só ter assistido ao silencio que foi notório no facebook, nem mexia.

Para muitos foi a hora de snifarem o ópio em que ele se transformou para muitos ao longo desta imigração,  antes de Passos Coelho ter descoberto esse caminho, esperemos que vá em breve também, para estudar Filosofia Politica, mas não se notou nada terá dantes andado a dar aulas em vez de as ter tomado. 


Eu não fui excepção. 

Fiquem bem

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home