quarta-feira, outubro 16, 2013

Os "monstros" que governam Portugal não têm um pingo de humanidade ....

Boa noite.
Ontem tivemos mais uma noite de futebol e, lances fora de jogo praticados por uma ministra das finanças, Maria Luis Albuquerque, de 3ª categoria que pretende seguir á risca aquilo que Gaspar reconheceu quando tomou a decisão de se demitir como um colossal erro de calculo, mesmo utilizando os seus apaixonantes PowerPoint 's, impraticável e que antecipou a sua saída para deixar para os outros a decisão de se suicidarem politicamente.
Ou estarão os mais sépticos convencidos de a sua saída não foi um reconhecimento de as suas teorias neoliberais bebidas em Friedman nos economistas da escolástica de Chicago como teorias de dificil aplicação em democracia.
Mais uma vez os lances em fora de jogo são contra os martirizados Funcionários Públicos com mais um corte nos seus ordenados que vão tirar mais poder de compra a quem já esticava e muito o seu vencimento para cumprir as suas obrigações, isto tudo a meio do jogo, e não são só os cortes nos vencimentos, é o aumento para as 40 horas com a justificação de que no privado se pratica esse horário, mas no privado existem contratações colectivas onde o horário das 35 horas está acordado, assim como outras regalias, no Estado poucos são os contratos colectivos em vingou ou se negociados passaram além da tutela, podemos dizer que este Orçamento para 2014 e (relatório do OE) contém mais do mesmo, tirar a quem já tem pouco, tentar dar cabo do Serviço Público, do serviço Nacional de Saúde, da Escola Pública em proveito dos privados, e continuar a perseguir sem dó nem piedade os funcionalismo público na pele dos trabalhadores do Estado que dão o seu melhor para que este país tenha um serviço público competente e demonstrativo de um país evoluído.
Por isso não posso deixar de estar mais de acordo com Mário Soares quando ele diz que este governo tam no seu interior delinquentes que deveriam ser levados á barra do tribunal.

Mas este ataque ao Serviço Público na pessoa dos Funcionários Públicos não se irá somente repercutir neles irá afectar e muito toda a população e, mais tarde o ataque será virado para os trabalhadores do privado, o desemprego que neste momento se centra nos 17,7%, sedo os valores apresentados pelo INE e pelo EUROSTAT iguais,  irá aumentar mais, pois com o agravar do poder de compra a recessão será superior á que neste momento sentimos, haverá inevitavelmente mais pequena e média empresas a entrarem em insolvência.
Nada de retoma se vislumbra pelo horizonte dos portugueses, somente uma minoria de lunáticos neoliberais que rodeiam este governo de monstros vê no buraco negro em que nos meteram algo de sobrenatural.

É, foi hora de os representantes dos trabalhadores passarem á acção, o que parecia ser algo de impossível na vida sindical no passado e no presente, parece que Passos Coelho e o seu bando de monstros sem uma pinga de humanidade, conseguiu voltar a reunir á mesma mesa para a contestação os sindicatos afectos á CGTP/Intersindical, UGT e independentes dos vários quadrantes, é claro que a pressão exercida nso sindicatos, nomeadamente a UGT e os independentes, os leva a evoluirem para lutas até á pouco imprensadas, assim a luta vai adensar-se.

Fiquem bem. 

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home