segunda-feira, julho 15, 2013

A demagogia do Sr. Silva ao tentar perpetuar o que já não é viável ...

Boa noite!
Ficamos a saber que este fim de semana teve inicio as conversações dos Pachecos, aquela grande elite de deputados do "centrão" que ora dizem uma coisa ora se desdizem, tal como Passos Coelho o fez na campanha eleitoral e, que fez com que muitos dos seus votantes se sintam hoje frustrados na hora de votar.

Pois foi, começou este fim de semana as grandes conversações entre o PS e o PSD/CDS, com um observador privilegiado por parte do Sr. Silva.
"A segunda reunião entre PSD, PS e CDS para tentar um “compromisso de salvação nacional” contou com o “observador” David Justino, ex-ministro e actual consultor do Presidente da República."

Até que isto se já cheirava mal, agora ainda cheira pior, porque a presença deste senhor a mando do Sr. Silva cheira a uma pressão mais parecida com um assédio “sexual” ao partido socialista. 

Estas negociações com a iniciativa do Presidente de conseguir que estas politicas permaneçam, assim como o Governo ainda que com um ministro irrevogavelmente demissionário, ´´e uma afronta aos muitos portugueses que vivem na ou á beira da miséria.

Hoje os dados do INE falam em:
"Mais de dois milhões de portugueses viviam em privação material em 2012 - INE
O número de portugueses que viviam em privação material em 2012 aumentou face ao ano anterior, ultrapassando os dois milhões, revela o Inquérito às Condições de Vida e Rendimento das Famílias do Instituto Nacional de Estatística (INE) hoje divulgado.
Já a “privação material severa” atingiu 8,6 por centro (%) da população residente em Portugal em 2012, num ano em que um inquérito do INE apurou 25,3% da população em risco de pobreza ou exclusão social, um aumento de quase um ponto percentual face ao valor de 24,4% no ano anterior."

Todos sabemos que isto não tem outra finalidade do que tentar salvar este governo e este presidente que, sempre teve como grande paixão, não a vida dos portugueses, mas, a existência e a perpetuação de um Governo e um Presidente todos da cor laranja, e como sabemos as medidas neoliberais impostas foram aplicadas com a complacência do Sr. Silva, mesmo que isso tenha um fim anunciado á muito o aumento da pobreza e da maior precaridade dos Portugueses, como o têm vindo a demonstrar os dados do INE ao longo destes dois anos de neoliberalismo puro.



Fiquem bem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home