sábado, março 08, 2008

O "país de Sócrates" a contestação está ao rubro .....

Começo por dar os PARABÉNS á classe trabalhadora dos Professores, de todo o país, pela coragem de convergirem para Lisboa em tal número, numa proporção tal que ultrapassaram em larga margem as expectativas de todos.
Desfilaram pelas ruas da capital, segundo os sindicatos, cerca de 100 mil professores dos cerca de 145 mil que leccionam nas escolas portuguesas.

Sindicatos falam em cem mil manifestantes
Maior manifestação de sempre na Educação pintou Lisboa de negro


Mas antes destes manifestantes terem o seu dia de manifestação, tivemos além das sempre infelizes visitas, com que um qualquer "graxa" pretendeu impressionar "nosso Primeiro", proporcionadas pela PSP, a nervosa manifestação de desprezo pelo direito á manifestação, quando o Sr. Ministro Santos Silva, que em 25 de Abril de 1974 ainda não era PS, a ofender quem lutou e sofreu na prisão, Alvaro Cunhal, para com outros democratas contribuir para a queda do fascismo.

Ontem à noite, em Chaves
Augusto Santos Silva acusa professores manifestantes de não distinguirem "entre Salazar e os democratas"

Quem tiver dúvidas sobre o que este ministro e dirigente do PS disse em momento de grande nervosismo aqui fica o que disse em áudio.

Áudio: Augusto Santos Silva acusa professores de atitude antidemocrática (Antena 1)

Bem vou deixar a glória deste dia para os professores.

A luta continua.

Fiquem bem.

3 Comments:

At 9:26 da tarde, Anonymous Nuno Saraiva said...

Devia era haver uma instituição oficial de contar manifestações..

O Governo vai dizer que foram para aí 15.000 e ficamos sem saber.

 
At 7:00 da tarde, Anonymous Jofre Alves said...

Afinal, resisitir é possível. Apetece-me dizer: a luta continua. Boa semana.

 
At 12:05 da manhã, Anonymous Henrique said...

Primeiro a policia não podia dizer o numero (dito numa entrevista hoje).
Agora são só 80.000.
Será que foi o apurado ou o que foram obrigados a dizer.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home