quarta-feira, janeiro 16, 2013

Porreiro pá! lá vai o barco ao fundo e a música a tocar ....(parte II)

Bom! parece que hoje o nosso Pacheco mór, Passos Coelho, fechou a porta da conferência da chamada "refundação" do Estado, mas tal como no filme Titanic, os nossos músicos continuam a tocar embora Portugal se vá afundando a cada dia que passa com as medidas deste Governo, só que agora embora a dita conferência fosse para que todos os portugueses pudessem participar, foi á porta fechada, pelo que os nossos músicos tocaram mas o Povo não ouviu nada, já que a comunicação ficou do lado de fora da porta, e tal como no tempo do Estado Novo, o Povo só ouviu o que os novos fascistas quiseram que ouvisse.
E que disse o tal Pacheco que chefia o Governo que dirige a navegação deste país, onde os portugueses são maltratados todos os dias com a teoria de que gastamos mais do que podemos, coisas em que o Povo já não acredita como por exemplo:


Claro que tudo isto não passa de uma encenação para levar a bom porto as teorias neoliberais da escolástica de Chicago, de Milton Friedman, que durante anos tem estado recolhida, mas não a sete chaves como seria necessário, e que de tempos a tempos ressurge á luz do dia.
Mas, tal como no fim da 1ª Grande Guerra, as teorias da razão de John Maynard e Keynes e de Marx irão restabelecer a ordem econômica  e regular a desregularizada Globalização, pois não é com teorias neoliberais que os povos podem viver, e o tempo da escravatura já há muito que lá vai.
No entanto esse horizonte não se encontra muito longe pois o desemprego não é aquilo que pensamos, ou seja, é bem pior em Portugal mais de metade dos desempregados não recebem subsídio


Mas nem só de músicos que vão tocando enquanto o barco se afunda as notícias deram relevo, hoje alguém se insurgiu veemente contra algumas das opiniões dos tecnocratas que fizeram o tal relatório que tanta satisfação deu aos seguidores de Passos Coelho.


Fiquem bem

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home