quarta-feira, fevereiro 20, 2013

Os trabalhadores dos SMAS, HPM, Educa, EMES e Sintra Quórum em luta

Hoje realizou-se uma grande jornada de luta contra a fusão das empresas municipais de Sintra, SMAS, HPM, Educa, EMES e Sintra Quórum, fusão essa que irá a médio prazo por em causa cerca de 1.700 postos de trabalho e um aumento significativo de tarifas na proporção de três vezes mais.


Os trabalhadores dos SMAS e os das restantes empresas foram em manifestação ordeira até ao Palácio Valênças para assistirem á reunião de câmara onde se debatia a fusão, que considero não passar de um embuste, já que não é mais do que uma preparação empresarial/financeira para a posterior privatização dos serviços de SMAS após o seu enfraquecimento financeiro.
E que vai suportar estes custos? os consumidores no aumento de três vezes mais as tarifas e os trabalhadores destes diferentes serviços com o desemprego, pois, que vier a comprar os SMAS quer ver rentabilizado financeiramente o investimento em detrimento do serviço público.


Com a presença de centenas de trabalhadores o ambiente dentro e fora do edifício tornou-se electrizante, com os mesmos a intervirem numa secção que estaria para ser á porta fechada, mas que Fernando Seara numa tentativa de marketing decidiu ser aberta, mas o aumento do seu estado nervoso significava que estava incomodado com o que os trabalhadores lhe diziam e notava-se que sabia estar errado na forma como avançou para a promoção de uma MEGA empresa que todos consideramos inviável.
Por último o plenário prosseguiu frente á câmara municipal onde os delegados sindicais discursaram.



A luta continua até que este processo tenha um retorno a situações claras.
Fiquem bem

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home